Publié par fara

 

 

40394

 

Angola é seguramente o país politicamente mais estável que a África tem actualmente, graças a liderança do Presidente José Eduardo dos Santos, afirmou terça-feira, na cidade do Quito, Equador, o primeiro secretário nacional da JMPLA, Sérgio Luther Rescova Joaquim.

 

 

Discursando na gala promovida pelo Secretariado Nacional da JMPLA para saudar o 57º aniversário da fundação do MPLA, assinalado a 10 de Dezembro, o responsável precisou que o partido actualmente assume responsabilidades diferentes, porquanto pela terceira vez consecutiva foi confiado para dirigir os destinos de Angola e dos angolanos.

 

Por este facto, disse que o plano nacional de desenvolvimento, que foi elaborado pelo MPLA e que está a ser implementado no país, visa garantir o desenvolvimento do país, reforçar a paz e a unidade nacional.

 

Para ele, o programa propícia maior inserção da juventude na sociedade, por promover o acesso a formação académica e profissional, garantir empregos, habitação, entre outras.

 

Na sua intervenção, muito ovacionada, o político apelou aos jovens para continuarem confiantes e firmes num futuro melhor, tendo em conta que o MPLA é um partido nobre e comprometido com as causas do povo angolano, e não só.

 

"O MPLA sempre mostrou que não está preocupado com aqueles grupos difusos que tentam denegrir o seu bom nome e dos respectivos dirigentes, por meio de calúnias e difamações e que não fazem nada para e pelo povo", enfatizou.

 

Assim, recomendou aos jovens para preservar o sentido de patriotismo, tendo sempre em mente o momento em que Angola passou a ser designada por pátria.

 

Fazendo uma incursão a trajectória do país, Sérgio Luther Rescova lembrou aos presentes que depois da proclamação da independência, a 11 de Novembro de 1975 pelo presidente António Agostinho Neto, o país viu-se mergulhado num conflito armado muito longo e que destruiu infra-estruturas, desamparou famílias, entre outras acções nada abonatórias ao povo angolano.

 

Sob a liderança do Presidente José Eduardo dos Santos, conquistou a paz definitiva e o MPLA implementa vários programas para o desenvolvimento do país, asseverou o político.

 

Para Luther Rescova, o 10 de Dezembro é uma data especial por causa da fundação do MPLA, que agregou vários grupos e movimentos que de forma clandestina lutavam pela independência de Angola.

 

"A criação do MPLA traduziu-se numa nova dinâmica da forma como os angolanos deviam lutar para a conquista da sua independência".

 

A gala é animada pelos músicos angolanos "Os Biluka", Lima do Swegg, "As Amazonas" e o Ballet Njinga Mbandi. Membros do corpo diplomático, representantes das delegações presentes no festival e do governo do Equador participam na mesma.

 

A 10 de Dezembro de 2013, o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) completa 57 anos de existência, que é o resultado da convergência dos ideais de muitos patriotas, pela libertação do povo e pela independência do país.

 

A génese do MPLA iniciou, justamente, com a elaboração de uma estratégia política, através de um movimento, que se explica nos princípios nela expressos, cuja concepção é da responsabilidade dos autores do Manifesto, que proclamavam a necessidade da criação de um amplo Movimento Popular de Libertação de Angola.

 

O Manifesto de 10 de Dezembro de 1956 constitui o primeiro marco da História do Movimento Popular de Libertação de Angola e assinalou o início do seu processo de formação.

 

 

                                                                                                                                           Lusa / Agora

 

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article