Publié par fara

 

Ondjiva - O ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga, garantiu neste sábado, em Ondjiva, que os apoios aos camponeses afectados pela seca na província do Cunene vão continuar, caso o período de estiagem se estende até ao tempo da colheita na presente campanha agrícola 2013/2014.

Pedro Canga, Ministro da Agricultura. Foto: Lucas Neto

 

Segundo o governante, que falava no balanço da visita de dois dias à província do Cunene, os apoios aos camponeses e pequenos agricultores vão ser prolongados até  que o período da seca termine , pois as culturas na campanha agrícola só terão resultados a partir de Junho do corrente ano.

Face à esta realidade, o Executivo Central vai continuar a mobilizar meios para combater ou mitigar os efeitos deste fenómeno natural, disse o ministro.

Considerou necessário ouvir os administradores municipais, para ver o que se tem a fazer nos próximos tempos, por forma a garantir toda assistência aos camponeses e população em geral, seja alimentar, seja na distribuição de água.

Referiu que a acção da seca não atingiu só o Cunene, mas sim uma parte do Sul do país, como as províncias da Huíla, Kwanza Sul, Namibe e Kuando Kubango.

No Cunene estão afectados pela seca 542 mil e 467 habitantes e um milhão e 267 mil e 467 cabeças de gado bovino.

 

A campanha agrícola 2013/2014, na província do Cunene, foi aberta em Dezembro do ano passado na localidade de Onabambe, município do Kwanhama.

 

                                                                                                                                    Angop

 

 

 

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article