Publié par fara

 

Bispos católicos decidiram optar por emissões regionais em frequência modulada (FM).

 


 

 

 


Segundo Kandange, director da Rádio Ecclésia após reflexões profundas os bispos da CEAST, acharam conveniente não exigirem o retorno da emissão em ondas curtas, por não existir em Angola um bispo que ordena o serviço pastoral nacional.

Por isso adoptaram na última conferência dos bispos, a declaração púbica da ex-ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, em atribuição de frequências moduladas às emissoras diocesanas locais:  “A Igreja Católica em Angola tem vários bispos e nós não temos bispos nacionais. Não temos Igreja Católica que depende de uma só pessoa. Se nós estabelecêssemos a onda curta isso implicaria que o bispo do lugar onde esta “onda” fosse proposta para todo país, faria a gestão pastoral para todo país. E isso em Angola não procede porque cada diocese, cada bispo tem um projecto de serviço pastoral para o serviço do seu povo de Deus” acrescentou.

Quintino Kandange, director da Rádio Ecclésia disse ainda não saber para quando o início da emissão das rádios diocesanas por ser agora da responsabilidade dos bispos de cada diocese .

 

 

 

                                                                                                                                               Voanews

 

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article