Publié par fara

 

Lisboa - O músico “Action Nigga”, encontrava-se entre as vitimas mortais que se faziam transportar no voo TM 470, das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), que despenhou, sexta-feira, em território namibiano ao fazer a rota de Maputo para Luanda.

De acordo com conhecimento, o músico que se encontrava a gravar um clipe musical na capital moçambicana tinha reserva aérea garantida para regressar a Luanda na segunda-feira (2). Porém, após ao fim dos trabalhos, sentiu que nada tinha mais a fazer em Maputo e deslocou-se ao aeroporto daquele cidade, a fim de refazer a sua reserva aérea de modo a antecipar a viagem, para sexta-feira.

 

Um outro músico, Jeremias Didalewa (JD) foi ao seu encontro em Maputo para juntos gravarem um vídeo clipe naquela cidade. No inicio da semana, JD que  se encontrava em Lisboa, seguiu para Luanda, e dai  dia  partiu na quarta para Maputo  via Joanesburgo pela transportadora “South África Aways”. A intenção de JD era viajar pela transportadora sul africana  para permanecer o final de semana em Joanesburgo a fim de presenciar a gala musical “O Kora”.

 

Na quinta feira, Action Nigga gravou  o referido clipe musical com o amigo JD e na noite daquele mesmo dia reuniram para um jantar de confraternização com um amigo em comum naquela cidade.  No dia seguinte, Action Nigga e JD  seguiram para  o aeroporto de manha, para seguirem para os seus respectivos.   Ambos separaram-se quando chamaram os passageiros que seguiriam para Luanda.

 

 Action Nigga partiu para nunca mais regressar. Tal como ele precisou, em Maio de 2011,  “Cansado do show , Vou Dormir ! O resto do pessoal vai para disco ; mais vou para a minha caminha , vou consultar a minha almofada, refletir um pouco, vou pensar em algo bonito , mentalizar e tentar sonhar com o mesmo. Feliz noite manos e manas. Fui. Se o Avião cair amanhã saibam que eu tentei ser um bom homem: companheiro, irmão e amigo; e não me arrependo disso! que Deus vós abençoe sempre”.

 

De seu nome de nome de registro José  Pascoal Luvualu, Action Nigga foi membro do grupo Genesis que se notabilizou em Angola. Seu pai, foi um veterano activista sindical do MPLA, Pascoal Luavulu.   O malogrado  “Action Nigga” tinha como padrinho, o presidente José Eduardo dos Santos, muito próximo ao seu malogrado pai.

 

 

 

                                                                                                                Fonte: Club-k-Angola

 

 

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article