Publié par fara

 

Benguela - O Governo angolano está a trabalhar nas linhas de conexão ferroviárias com as fronteiras com a República Democrática do Congo para que seja restabelecida a ligação com os países do leste de África, afirmou hoje (quinta-feira) em Benguela, o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

Augusto Tomás - Ministro dos Transportes. Foto: Pedro Parente

 

O ministro fez esta afirmação na cidade do Lobito, no âmbito da visita que efectou à província de Benguela, com o seu homólogo, zambiano Yafunkwa Mucanga.

 

Segundo o governante, neste momento os governos da República Democrática do Congo e Zâmbia estão a discutir as zonas de conexões, a fazer estudos e projectos técnicos, bem como formar equipas para que depois se passe para a acção.

 

Para  Augusto da Silva Tomás,  enquanto as linhas directas não estiverem concluídas, o trajecto será feito via Luau/Dilolo (Moxico),  para a República Democrática do Congo.

 

Explicou ainda que nos trabalhos para a fronteira do Congo Democrático faltam apenas 20 quilómetros de extensão, um resultado considerado favorável.

 

Para o corredor do Lobito, acrescentou o ministro, estão previstos a construção de entrepostos aduaneiros de apoio à logística, o que vai proporcionar o desenvolvimento à região.

 

A agenda dos dois ministros contemplou visitas ao sector de infra-estruturas de transportes da província, com realce para o aeroporto da Catumbela, Porto do Lobito (terminal de carga, portos seco e mineiro), estação terminal do CFB.

 

 

                                                                                                                                             Via Angop

 

 

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article