Publié par fara

''A alegria,o amor,carinho,e a tranquilidade, sao as chaves para um grande sentido de paz,fraternidade e para sempre alimentar as nossas almas''.


ANDRE MINGAS LEMBRAREMOS SEMPRE DE TI


O que eu quero- André Mingas.


André Rodrigues Mingas Júnior que também é conhecido por Andre Vieira Dias Mingas, pois a sua Mãe é Vieira Dias, é irmão de Ruy Vieira DIas Mingas, Saydi VIeira Dias Mingas que também era escritor ( Gasmin Rodrigues) sobrinho de Liceu Viera Dias e primo de Carlitos Viera Dias. Todos todos eles monstros sagrados da Cultura Musical e Política de Angola.


André Mingas também usa o nome de Gasmin Rodrigues em projectos de Arquitectura, pois Gasmin é Mingas ao contrário.

Este Sr da Musica e da Cultura, filho de André Rodrigues Mingas e Antônia Vieira Dias Mingas, nasceu em Luanda aos 24 de maio de 1950. Influenciado por seu irmão Ruy Mingas e pela genialidade de Liceu Viera Dias, graças ao seu talento indiscutível e sentido de modernidade, começou desde muito cedo a criar uma nova sonoridade musical em Angola quando mais ninguém o fazia o que é visível no seu primeiro álbum denominado Coisas da Vida, que embora produzido há trinta anos atras é nos tempos de hoje uma das principais referencias da moderna música angolana de hoje misturando já naquela altura ritmos locais com sonoridades do Jazz e do rock no Semba criando a ideia do Semba jazz na epoca criticado. Este Sr segundo Filipe Mukenga foi a sua principal influencia levando-o a adoptar as dissonâncias que hoje são uma característica do grande autor que é Filipe Mukenga.

O Sr. André Mingas tal como Filipe Mukenga e Waldemar Bastos faz parte da geração de Ouro de musicos de excelência que emergiu e deu sucessos nos anos 70 e 80 com diferenciação e precisam de ser ouvidos e tocados pelas novas gerações para enriquecimento da música angolana.

André Mingas como Autor de um álbum solo saído pela EMI- Valentin de carvalho,participou igualmente na compilação Afropea3 produzido por David Byrne com o título N’zambi e com os arranjos marcados pelo salsa cubana e segundo se sabe esta a terminar um novo álbum cujo título ainda desconhecemos. Mas temos conhecimento de participações especiais de Kirk Whalum e Abraham Laboriel. Como admiradores aguardamos ansiosos para conhecer os novos contornos deste grande musico.

Andre Mingas foi Vice-Ministro da Cultura e durante o seu mandato criou a sociedade de autores Angolanos denominada SADIA que existe até hoje. Segundo um quadro do Ministério da Cultura não identificado Andre Mingas foi o homem da Massificacao Cultural, das ideias do Instituto Médio( em construção) e Superior de Artes e Cultura e Museu de Arte Contemporânea.

André Mingas terminou os seus estudos na Universidade Agostinho Neto e posteriormente na Universidade Técnica de Lisboa. É Arquitecto, Mestre em Arquitetura e Urbanismo, Secretario para os Assuntos Locais do Presidente de Angola foi Vice-Ministro da Cultura, formador de quadros em Portugal onde foi Professor do quinto ano de Arquitectura da Universidade Lusófona de Lisboa e referenciado pelos seus alunos e pelo Professor Troufa Real como um grande comunicador, versátil e cativante, as suas aulas estavam sempre cheias pela sua capacidade comunicação e cultura e ainda por cima com um tremendo coracao é só mesmo do André Mingas que Deus me deu o privilegio de conhecer.

Enquanto arquitecto é respeitado no seu País e é o percursor das ideias de requalificação de vários bairros da cidade de Luanda.

O Sr. André Vieira Dias Rodrigues Mingas Júnior foi um dos fundadores da União dos Artistas Angolanos tendo dedicado músicas e letras que expressam o amor, valorizam a mulher angolana e expressam a realidade da vida com grande sentido de paz e fraternidade.

Oiçam este Sr e a sua música!

Bem Haja ANDRE MINGAS

Via Facebook/História de Angola

André Mingas, 1950-2011
Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article