Publié par fara

Por David Muanza BONGO

Ao longo de 2013, foram feitos todos os esforços para apoiar com objetividade o princípio-base da fundação da nossa associação que se resume na sua assunção enquanto comunidade consciente dos valores de uma nova Angola em plena processo de reconstrução.

E isto por uma razão muito simples, pois « se não nos dermos os meios de desenhar o nosso próprio destino, outros poderão fazê-lo na nossa vez ».

Deste ponto de vista, a dinâmica de 2012, que abrira as perspetivas do ano que agora termina, permitiu que nos centrássemos essencialmente em dois eixos de trabalho, a saber :

1. Alargamento da estrutura da associação através da abertura de Secções Cantonais por toda a Suíça.

2. Consolidação dos laços com a pátria, reforçando no plano interno a proximidade com os nossos representantes oficiais no território suíço e, no plano externo, estabelendo contactos em Angola, com vista a criar condições incitativas ao investimento sócio-económico.

Todavia, o investimento individual não produziria qualquer efeito sem o sentido de

organização que constitui a verdadeira força da associação.

Essa é uma das razões que me leva, apesar de podermos fazer ainda melhor, a expressar os meus agradecimentos a todos os membros da associação FARA, assim como a todas as pessoas externas que para ela contribuíram em 2013.

Desejo que estas minhas palavras sejam entendidas como um encorajamento para 2014, ano ao longo do qual a Direção vos convida ainda a um maior investimento em prol da

comunidade.

Extrato do Relatório de actividades 2013

Senhores  David M. BONGO e Augusto MOUTINHO

Senhores David M. BONGO e Augusto MOUTINHO

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article