Publié par fara

O ministro da Educação, Mpinda Simão, disse hoje, quinta-feira, em Luanda, que as fragilidades detectadas pelo Plano Nacional de Desenvolvimento prende-se com a escassez de recursos universitário nas áreas de engenharias e tecnologias.

Mpinda Simão prestou esta informação durante o acto de lançamento do programa "Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação" de carácter sociocultural, com uma inovadora metodologia pedagógica, concebido para estimular os jovens para as opções de carreira na referida área.

Para si, este facto é motivado pela fraca adesão que os jovens angolanos estão a demonstrar por estas áreas de formação profissional, daí a implementação deste programa, pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT), de sensibilização tecnológica direccionado a alunos dos 11 aos 15 anos de idade, em todo país.

"De forma directa ou indirecta, este projecto do Minct levará conhecimento pedagógico, as escolas, contribuindo assim para a divulgação sobre as mais diversas áreas do saber técnico-científico e desta forma se pretende arranjar uma maneira inovadora de promover o conhecimento científico e tecnológico em Angola", disse.

Por outro lado, segundo o ministro, paradoxalmente, Angola regista uma crescente procura em todos os níveis de ensino. O país está a realizar uma forte aposta no desenvolvimento do ensino técnico-profissional.

O programa "Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação" avaliado em cerca cem milhões e quinhentos mil Kwanzas vai beneficiar cem mil alunos, neste ano lectivo, e envolvendo quatro mil professores e aproximadamente duzentas escolas.

via Angop

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article