Publié par fara

 
 
 
Paris - A afirmação dos artistas angolanos no mercado discográfico francês é uma questão de investimento, garantiu neste domingo, em Paris, França, o empresário e promotor cultural, Titi Luvualo.
 

Empresário e promotor cultural, Titi Luvualo. Foto: Clemente Santos

 

Para que isso se torne uma realidade é fundamental que se trace um projecto com objectivos e metas delineadas, afirmou o empresário angolano à imprensa, que em Paris prepara a cobertura da visita oficial à França do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos.

 

Disse que com um investimento num projecto bem definido, os artistas angolanos estarão nos lugares cimeiros dentro do mais representativo mercado discográfico da música africana no mundo, francês.

 

Quanto a sua integração em França, disse ter sido fácil porque "já fazia promoção cultural em Angola. Quando cheguei criei uma empresa de artística e da cultura angolana nos vários domínios", disse.

 

Igualmente inserido no mercado francês, da moda e cultura, está o também angolano, fotógrafo de celebridades, Manuel Nlele, que há 27 anos retrata em imagens fotográficas as diferentes fases da vida de políticos, estrelas da moda e do cinema.

 

Natural do Cazenga, Luanda, Manuel Nlele afirma que entre os trabalhos com maior destaque que realizou estão as participações no festival de cinema de Cannes e nas reuniões do G20, onde fotografou o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama.

 

Via Angop

Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article